segunda-feira, 16 de julho de 2012

As diferenças num casal podem ser um obstáculo? (o nosso exemplo)


Há pessoas que argumentam que a sua relação não pode dar certo porque ambos são muito diferentes, existem clivagens inultrapassáveis e, muitas vezes, olham para o casal poupadinho como o "casal maravilha", "perfeito", com a relação ideal.

Eu cá acho que estamos longe de ser perfeitos, apenas aceitamos as tais diferenças (muitas) que existem entre nós:

- Temos estilos distintos de vestir;

- Não ouvimos a mesma música, aliás eu tenho uma certa distração musical, ele é bem mais atento, tem  muiiito maior cultura nesse campo que eu;

- Eu sou absolutamente descuidada com pertences, objetos materiais, ele cuida de tudo com uma precaução especial que eu chamo carinhosamente de "caganeira com as coisas" (por exemplo em 2 anos ele deixou cair o seu telemóvel 1 vez, eu deixo cair 1 vez por mês);

- Ele é muito calmo, demais até, eu fervo em pouca água;

- Dá-se com toda a gente (quando digo toda, é mesmo toda, desde o cigano Lelo até ao Papa), eu sou bem mais seletiva;

-  Para mim, tem um gosto cinematográfico duvidoso, mas gostos não se discutem, né? e ele vê as minhas escolhas (e normalmente gosta) e eu vejo as dele (regra geral não gosto, eh, eh);

- Ele tem uma certa tendência para a desarrumação (já está melhor, muito melhor, porque antes podia ter uma mesa tapada de objetos dele e achava que estava arrumada porque eram coisas que precisava ter à mão, não havia capacidade para perceber o desarrumo, felizmente já há, uffff) , eu tento - e regra geral consigo - manter-me arrumada;


- Ele é tecnológico, está sempre atento às últimas novidades, eu sou toupeira em aprendizagem nessas áreas, não uso o tlm para fazer torradas e tostas, não adiro às novidades em 1ª mão;

- Ele é craque em jogos vídeo, acaba sempre em 1º lugar, eu... ponham-me um comando nas mãos e é ver-me a trocar os botões dos comandos, a não conseguir sair do lugar....se forem jogos de corridas então, parto os carros todos porque tento desviar-me dos obstáculos mas engano-me e vou contra eles, acabo com o carro tãaaaaaaaooooo destruído, que nem consigo chegar à meta porque a viatura não anda!;

- Eu sou menina dos papás (only child), ele tem mais irmãos e há um certo desapego parental;

- Eu sou atenta a pormenores, ele é super distraído;

- Eu sou boa gestora de recursos financeiros, ele.....agora é, percebeu que isso de sobrar mês sistematicamente é um bocadinho chato...

Enfim, existe uma infinidade de diferenças, a lista poderia ser bem mais extensa, apontei algumas, mas acho que dão um certo agridoce delicioso à nossa relação, simplesmente não tentamos mudar o outro, aceitamos as particularidades, ultrapassamos as discussões (que temos,  quem não as tem não é saudável) e continuamos em frente, lado a lado, aproveitamos os pontos comuns/gostos que nos unem e partilhamos/convivemos agradavelmente, sem atritos, com os opostos... e pronto nesse aspeto poderá residir a tal "perfeição" imperfeita :)



Sem comentários:

Enviar um comentário